The Making Of Modern Social Psychology 2

The Making Of Modern Social Psychology

A psicologia social é o ramo da psicologia que estuda como os pensamentos, sentimentos e comportamentos das pessoas são influenciados pela presença real, imaginada ou implícita de outras pessoas. Juntamente com a psicologia clínica, educacional e organizacional, a psicologia social é uma das quatro grandes ramos da psicologia, assim como os ramos clássicos da sociologia. Segundo a definição acima, científico diz-se ao recurso empírico de investigação.

Os termos pensamentos, sentimentos e comportamentos incluem todas as variáveis psicológicas que se são capazes de verificar em um ser humano. A Psicologia Social é acordada também como a ciência que estuda os fenômenos sociais e tenta localizar as leis que regem a convivência. Investiga as organizações sociais e trata de decidir os padrões de comportamentos dos indivíduos nos grupos, os papéis que desempenham e todas as circunstâncias que sugestionam o teu comportamento.

Normalmente, os psicólogos sociais explicam o comportamento humano como repercussão da interação de estados mentais e ocorrências sociais imediatas. Em geral, os psicólogos sociais têm uma preferência dos achados empíricos baseados em laboratórios. Suas teorias têm uma tendência a ser específicas e focadas, ao invés globais e gerais.

A psicologia social é um projeto interdisciplinar que salva o espaço entre a psicologia e a sociologia. Durante os anos neste momento posteriores à Segunda Guerra Mundial, havia uma colaboração contínuo entre os psicólogos e sociólogos. Porém, as duas disciplinas têm olhado para uma atuação cada vez mais especializada, se isolando uma da outra.

Em anos novas, os sociólogos têm-se centrado em variáveis macro (tendo como exemplo, a suporte social), indo em direção a uma extensão muito superior. Não obstante, os enfoques sociológicos da psicologia social tornam-se uma contraparte respeitável pra procura psicológica na área. Além da ruptura entre a psicologia e a sociologia, houve uma diferença muito menos pronunciada pela ênfase, entre os psicólogos sociais norte-americanos e os psicólogos sociais europeus.

  • Dois Interaccionismo simbólico
  • 6 Mediadores (Opcional)
  • Youtube/david almengod
  • 1 Origem e desenvolvimento das habilidades sociais

Fazendo uma ampla generalização, pode-se expor que, tradicionalmente, os pesquisadores norte-americanos concentraram-se mais no indivíduo, durante o tempo que que os europeus têm prestado mais atenção aos fenómenos a grau de grupo. Ao longo dos anos de 1930, vários psicólogos da Psicologia da Gestalt, entre eles Kurt Lewin, fugiram da Alemanha Nazista, pros Estados unidos.

Durante a Segunda Guerra Mundial, os psicólogos sociais estudaram a persuasão e a propaganda pros militares norte-americanos. Depois da Guerra, os pesquisadores se interessaram por uma diversidade de problemas sociais, incluindo as questões de gênero e preconceito racial. Durante os anos 60, houve um crescente interesse em uma multiplicidade de novos tópicos como a dissonância cognitiva, o efeito espectador, e a selvajaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima