Projeto Minas Anti 2

Projeto Minas Anti

Uma mina terrestre é um artefato explosivo projetado pra acobertar enterrándola a pouca profundidade ou camuflándola sobre a terra, de tal maneira que o explosivo, que contém detone ao ser ativada, inadvertidamente, por uma pessoa ou carro. Compõem-Se de uma carga explosiva e um detonador. O nome se origina da antiga técnica militar, resistente na construção de túneis pra enfraquecer e formar brechas nas fortificações inimigas.

As minas terrestres são usados pra proporcionar fronteiras em luta e reduzir o movimento do oponente em tempos de guerra, de tal forma que as tropas atacantes possam ser de emboscada, ou bombardeadas com maior praticidade. Do ponto de vista militar, as minas permitem que uma força organizada possa passar a outra mais numerosa.

Seguindo o modelo do Canadá, a maioria dos países do mundo (hoje em dia, 144) têm legalizado o emprego e posse de minas por cota de seus exércitos. As únicas democracias ocidentais que não as têm é proibido são os Estados unidos e Finlândia. Outros países, como a China, a Rússia, Israel e Coreia do Norte continuam a usá-los. É a forma mais antiga mina de emprego militar e da qual outros artifícios enterrados tomam seu nome. O prejudicado é utilizada com freqüência na antiguidade clássica e na Idade Média. Voltou a subir durante a Primeira Guerra Mundial e depois foi usado esporadicamente, como em o Cerco ao Alcázar de Toledo na Guerra Civil Espanhola.

As minas anti-tanque ou contracarro são projetadas para imobilizar ou desmantelar veículos blindados ou tanques, perto com seus ocupantes. Costumam ser maiores e exigem mais pressão (ao menos em torno de 150 kg) para ser ativado. Em início, as minas estão destinadas a causar o maior prejuízo possível. São utilizados para colapsar os serviços médicos adversários, degradar a moral de tuas tropas, e danificar veículos não blindados. Deste modo, o intuito que busca, acima de tudo, é que ferem gravemente ou mutilen, e não quer que eles matem, porque um falecido não causa tantos problemas como um ferido. Assim, seus efeitos mais comuns são as amputações, mutilações genitais, queimaduras, lesões musculares e em órgãos internos.

  • A ferida bota cada fluido ou cheira mal
  • 5 One Piece
  • sete 6. Pastor de shetland
  • dois Pelagem do cachorro
  • Moranguinho, com o Gato Casa e o Cão Paula (moranguinho with and Custard Pupcake)
  • trezentos visitas
  • Tartaruga: tortoise / turtle
  • Para os gatos de 2 a 6 kg (de 4,quatro pra 13,dois lb), gerenciar 1 ml

Inicialmente, foram utilizados para cuidar as minas anti-tanque; contudo logo começaram a ser usados como armas por si mesmas. Minas explosivas ou de pressão: seu propósito é causar os maiores danos possíveis, destruindo e queimando seu propósito. Procuram, portanto, causar danos, em tal grau físicos como psicológicos. Minas de fragmentação: ao explodir, eles expelem grande quantidade de fragmentos, o que faz com que seu alcance pra superar os cinquenta metros. Em alguns casos, seu propósito é danificar o máximo número de pessoas. Dentro dessa categoria, existem minas saltadoras, cuja suporte, ao ser ativado, salta do chão até uma altura de 1,oito m, detonando e lançando seus fragmentos; então, alcançam ainda maiores distâncias.

Outras são instalados ao nível do solo, e projetam seus fragmentos, formando um arco de em torno de 60 graus em todas as direções. A organização norte-americana Claymore Inc. Minas, cuja função é derrubar e cauterizar os membros inferiores de sua vítima. O objetivo é ferir, contudo sem matar, obrigando a sofrer dores horríveis o superior tempo possível, com o término de quebrar a moral da tropa inimiga.

Minas que disparam em torno de 3.000 projéteis em forma de agulha feitos de urânio empobrecido, com o término de causar o maior número de danos ao grupo-alvo. Seu alcance é de algumas centenas de metros. Minas químicas, que são usados pra espalhar agentes químicos no local. Estes são capazes de ser líquidos ou gases, persistentes ou não. O gás mais utilizado é o cloro.

Uma mina pode ser ativada de inúmeras maneiras: pressão, movimento, som, magnetismo ou vibração. As minas antipessoais, costumam usar a pressão do pé de uma pessoa como disparador, no entanto também costumam ser usados cabos. As minas anti-tanque mais modernas usam um disparador magnético, o que lhes permite ser detonada mesmo sem ser tocadas. As minas mais avançadas conseguem surgir a notar a diferença entre os tipos de carros amigos e inimigos por intermédio de seu próprio catálogo de recursos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima