O Menino Roger Continua Somando 20 Anos Depois 2

O Menino Roger Continua Somando 20 Anos Depois

Foi no dia 22 de setembro de 1997, em Bossonnens, público suíço de pouco mais de mil habitantes. Roger Federer, 16 anos, gravou seu primeiro ponto ATP como semifinalista do torneio challenger. Passaram-se duas décadas e, de acordo com dados da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), até ontem havia somado 121.092 pontos.

E não parou. Quarta-feira, com a vitória a respeito do argentino Diego Schwartzman, em Xangai, elevou o teu espólio. Xangai, onde se estende uma longa, radiante e vigente história, a de Federer, exposta a permanecer na rememoración da incomparável folha de serviços do portador de 19 títulos do Grand Slam.

“É impressionante imaginar que, 20 anos depois, continuo pela ativa e com opção de terminar 2017 como número um do mundo. Nunca imaginei uma longevidade bem”, deixou o motivo da efeméride o vencedor de 5 títulos nessa temporada, entre eles, Wimbledon e o Aberto da Austrália. Não estávamos diante de um fenômeno de explosão precoce, que Federer concluiria de seu tempo pra amadurecer. Verdade que demorou só dois cursos em saltar do posto 803 com o que pisou pela lista o mais seleto grupo dos cem primeiros.

Mas, mesmo observando-o nesta ocasião seja assaz surpreendente, o gênio de Basiléia era um jogador rebelde e presto a raiva, a quem lhe custava aceitar cada neutralização de seu imenso talento. Em setembro de 1995, começou a treinar no Centro Nacional Suíço de Ecublens. Foi lá onde, lentamente, assumiu a indispensabilidade do trabalho e a obediência para colocar a sua criatividade.

Número 1 júnior e vencedor de Wimbledon e o Aberto dos EUA, mudou-se depois pra Kiel, onde continuou a desenvolver-se rodeado de gente como Allegro, Lammer e Chiudinelli. Em 2001, com 20 anos, obteve em Milão, sob o teto, o primeiro de seus 93 títulos. Semanas antes prontamente havia lançado uma clamorosa proclamação de competências. Pete Sampras, heptacampeão de Wimbledon e vencedor das quatro edições anteriores do torneio, foi detido nas oitavas-de-desfecho, que seria o teu herdeiro, o homem que iria exceder o seu registo na grama de londres. Desde o batismo em Wimbledon 2003, neste instante não ia parar.

  • 1998: Ray of Light
  • quinze Rodasons
  • Capítulo 2×028 (252) – “memória E Responsabilidade”
  • Descubra suas carências e aprovéchalas
  • Kripi Kripi

Se conhecem de modo circunstancial: ele quer ajudá-la, e ela, portanto, pretende pagar o favor. Mas algo ocorre mais… Ari começa a seduzi-la e Carla não entende como botar os limites. Sabe que uma das regras do trabalho de Carla é não se unir com os “objetivos: ele é um “objetivo”, como celebridade importante pra Popland. Cada movimento de Ari é pão quente para Popland.

Por isso a dona do website, Katherina, tem interessantes interesses da Ari. Claro que Ari prefere a Carla. E isto faz mais de um defeito. Ari vai descobrir refúgio no boteco de Danny, seu colega DJ. Ali localiza o teu espaço. Um território onde, se você quiser, podes fazer um nanico show se você está de espírito. E, claro, lá irão parar de muitos dos defeitos que buscam a Ari como propósito. Mantém uma relação inconstante, com Jessica, teu chefe de imprensa e assistente pessoal. Como os papéis se confundem, permanentemente, Jessica tem que definir esta ligação. Ari entende que Jessica foi muito respeitável para que ele pudesse começar a gravação de teu disco. E sente grato por ela.

Mas o de Carla é distinto. O que se diz: meter-se em problemas. Ricardo Abarca (: Diego é o namorado de Carla do colégio secundário. Foi seu primeiro e único cara. E, para ele, ela era tua primeira e única menina. Seus amigos o conhecem e compreendem: sabem que Diego necessita do afeto para seguir em frente. Não lhe interessa se deitar com cada mulher, deve desejar.

É um Romeo em potência. Seus amigos o respeitam assim, porém… quando Carla se vá do público, a existência será um estímulo para o nosso jovem. Seus amigos o desafiarão: “estou há Tanto carinho, em tal grau afeto em espera, para sem demora permanecer sozinho? É um papel de jornal, você deverá comparecer procurá-la.” Diego é muito sensível, jeitoso e inteligente.

a Sua realidade são Carla e seus amigos. Dá a impressão de que ele nunca sairá de tua eterna adolescência. Todavia, a tua maior vontade é ter uma existência muito tranquila, em sua aldeia, rodeado de seus amigos e do carinho de Carla. E, qualquer dia, quer conhecer o mar. Tão descomplicado como isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima