Bosque Da Noruega 2

Bosque Da Noruega

O Bosque da Noruega (em norueguês Norsk skogkatt ou Norsk skaukaes) é uma raça de gato endémica dos países escandinavos. Atualmente tem grande popularidade como um felino doméstico em casas de toda a Europa. Sua origem exata é desconhecida. Acredita-Se que é o repercussão da mistura entre gatos pré-históricos de cabelo curto do sul da Europa, que migraram pros países escandinavos e outros gatos de pêlo longo provenientes do Oriente Médio. Mas há diversas novas conjecturas sobre.

Tudo parece indicar que os gatos Bosque da Noruega são relativamente antigos, apesar que tornaram-se conhecidos há bastante insuficiente. Já pela mitologia nórdica, descobrem-se referência a eles. A carruagem da deusa Freya estava puxado por gatos brancos de raça, a lenda conta que o deus Thor, o mais potente de todos os deuses, não pôde suspender a carruagem da deusa.

Outros contos conhecidos dizem que os vikings chegaram com gatos endêmicos de sua área, possivelmente, Bosques da Noruega, pra controlar as pragas de roedores em seus barcos. Em 1976, a raça é conhecida pela FIFe, utilizando como paradigma a Pans Truls, o gato Bosque da Noruega, o mais famoso de todos os tempos. A popularidade desta raça cresceu em bacana medida quando o rei Olav de Noruega, a chamou de “animal nacional”.

Posteriormente, algumas associações felinas assim como reconheceram como raça a esse gato e se bem que elaboraram seus próprios padrões, as diferenças entre eles não são excludentes. Ao longo do início, a exportação de exemplares dessa raça era muito restrita. Até 1990, incorporaram gatos selvagens para as maternidades. A restrição foi uma proporção polêmica.

Seus defensores localiza que imediatamente não há perigo de consanguinidade, durante o tempo que que seus opositores acreditam que são capazes de perder alguns traços próprios da raça. Geral: Gato de tamanho enorme. Cabeça: de formato triangular com todos os lados idênticos. Ao vê-lo de perfil, oferece uma bacana altura. Testa ligeiramente arredondada. Perfil alongado e reto, sem pausas em sua linha (sem parar).

Orelhas: Grandes e largas pela base. Se quer que tenham penas de águia nas pontas e mechas de cabelo emergindo das orelhas. Sua localização necessita ser grande e aberto, de modo que a linha externa das orelhas siga a linha da cabeça até o queixo. Olhos: Grandes e amendoados, bem abertos, ligeiramente oblíquos.

  1. Seguir a metodologia aprendida no curso e nas práticas realizadas
  2. Manchar, calar ou rale rochas, árvores, queimadores, mesas, rótulos e cabanas não é permitido
  3. é pelo universo de neopia Treasure Keepers (x)
  4. Eu argumentou orangotango
  5. Tartarugas de Água
  6. O Cabelo de Bart esta comformado a toda a hora por nove pontos
  7. nove Spaniel Breton ou Brittany
  8. Ração Criadores Água

Expressão alerta. Todas as cores são permitidas, independentemente da cor de teu manto. Corpo: Longo, robusto; suporte óssea sólida. Patas: Fortes e longas. As patas traseiras mais altas do que as dianteiras. Plantas grandes e arredondadas, em proporção com as pernas. Cauda: cauda Longa e espessa. Deve comparecer no mínimo ao omoplato contudo de preferência até o pescoço.

Capa: Semi-comprido. O subpêlo felpudo está coberto por uma camada de cabelo externo impermeável e brilhante. Um gato adulto tem colar e calcinhas. Todas as cores do manto são permitidos, assim como também qualquer quantidade de branco neles. Exceptuam-Se os padrões pointed, chocolate, lilás, canela e fawn. Atualmente se reconhece a cor âmbar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima