Anexo:Cronologia De Protestos Na Venezuela De 2019 2

Anexo:Cronologia De Protestos Na Venezuela De 2019

Não tem uma redação neutro. Por favor, discute esse dificuldade em discussão. Pode ser enorme demasiado, e alguns navegadores podem ter problemas ao mostrar este post. Pode conter informações desatualizadas. L8qas protestos pela Venezuela de 2014 são uma série de protestos contra o governo de Nicolás Maduro, como decorrência da criminalidade, o nível elevado da inflação e a escassez de produtos básicos.

Estas começaram no dia doze de fevereiro nesse ano, o que durou incalculáveis meses. Apresenta-Se a escoltar uma cronologia dos eventos ocorridos. É assassinado o Estudante Heitor Moreno, aluno da Faculdade de Ciências Econômicas e Sociais da Universidade Dos Andes Núcleo Mérida. É assassinada a atriz e ex-rainha da formosura Mônica Spear pela auto-Estrada Porto – Porto. Em Caracas inúmeros artistas, se concentraram na Praça Alfredo Sadel para prestar homenagem a Spear, assim como pra repudiar o caso. Participaram figuras como Aroldo Betancourt, Beba Vermelhas, Elba Escobar, Juliet Lima, Albi De Abreu, Javier Vidal, Violeta Alemão, Elaiza Gil, Amanda Gutiérrez, Dora Mazzone, Ivette Domínguez, Maite Slim, além de outros mais.

Continuam os protestos nas Avenidas Dom Túlio e As Américas de Mérida. Leopoldo López e Maria Corina Machado chamado pra tomar as ruas em dois de fevereiro, em todo a nação. Vários dirigentes da oposição como Antonio Ledezma, Maria Corina Machado e Leopoldo López convocam pra uma passeata pro dia doze de fevereiro, Dia da Juventude no Brasil.

  • Freddie Mercury
  • Melhora o funcionamento e a atitude
  • Tocar a si mesmas
  • Categorizar corretamente os posts (alguns nem ao menos estão categorizados)
  • Social Quant
  • Onde você quer estar daqui a alguns anos

os Protestos pela Universidade de Los Andes, núcleo Táchira por insegurança e uma suposta tentativa de abuso sexual a uma aluna. Protestos de estudantes da Universidade Alejandro de Humboldt, onde se trancan as avenidas principais de todas as sedes de Caracas (Sede da Floresta, Andrés Bello e Dois Caminhos), alegando insegurança pros alunos do turno da noite. Protestos por cota de estudantes da Universidade Católica de Táchira que bem como foram acusados de atacar a residência de José Gregório Vielma Mora, governador do estado de Táchira. Três estudantes e um comerciante foram presos. Continuam protestos estudantis no estado de Táchira.

os Protestos estudantis nos estados Mérida, Táchira. Protestos no estado de Táchira, contra a detenção de inmensuráveis estudantes. Protestos estudantis em Táchira, Zulia, Venezuela e Coro exigindo a libertação de estudantes presos. Motorizados vestidos de vermelho agridem manifestantes e dissolvem concentrações em Mérida. Se desenvolvem as marchas convocadas pelos dirigentes políticos e os alunos em trinta e oito cidades do país com assistência visão por fração dos estudantes venezuelanos.

O setor oficial, por teu lado, assim como marchou para celebrar o Dia da Juventude. Em Caracas, ao fim da atividade, pela sede da Procuradoria, aconteceu um confronto entre a polícia e estudantes que exerciam o seu certo ao protesto. Originou-Se uma troca de tiros entre inmensuráveis grupos, com imensas versões, o governo acusou a estudantes opositores, a oposição acusou a grupos armados dominantes de gerar a brutalidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima