A Chegada De Um Bebê Em Casa 2

A Chegada De Um Bebê Em Casa

Para impossibilitar que ocorram problemas, sobretudo de convivência, é conveniente aprontar-se e acompanhar uma série de passos. Assim, do mesmo jeito que fazemos com entusiasmo os preparativos em nossa casa pra ganhar o recém-nascido, você tem que agir com o nosso cão. Antes que o guri chegue, você precisa acostumar o cão a cerca de horários que você possa compatibilizar quando a criancinha está em moradia. Melhor, insuficiente a pouco, pra que o cão não sofra transformações de forma repentina. Quando você chuta a passeio inclui um tempo de atenção somente ao cão: aproveite para acariciá-lo, escová-lo, brincar com seus brinquedos. Tome-o como um hábito e siga fazendo o que a criancinha neste momento esteja encasa.

Como dizemos todos têm que se acostumar com os novos horários e esta é uma maneira fácil de entregar ao nosso amigo de 4 patas que ele é mais um da família. Tão insuficiente há que esquecer pela hora dos preparativos para a chamada obediência básica. O treinamento prévio de nosso cão necessita se concentrar em 2 estilos: obter um ótimo controle no decorrer do passeio e fortalecer o efeito da ordem “parado”. Antes que chegue o menino, há que deixá-lo entrar no quarto e que se faça com os odores do novo membro da família.

Não deixe seu cão pular ou mergulhar nenhum móvel da criança, corrija já, e não no momento em que de imediato estiver com o garoto na frente. Enquanto o recém-nascido está pela clínica: Não deixe seu cão sozinho em residência. Se você não poderá estar com ele, o melhor de sempre é deixá-lo com um familiar. Desde a Fundação Affinity aconselham conduzir alguma toalha ou cobertor, com o cheiro do piá em moradia, brincar com o cão, acariciá-lo e oferecer-lhe prémios, enquanto a amostra.

deste jeito, irá unir o cheiro do bebê com experiências agradáveis. Também é aconselhável conduzir o cão ao veterinário pra que o limen um pouco as unhas. Desse modo, impossibilitar que possa arranhar o pirralho, se, por sorte, você tocasse com as pernas. O cão notabilizar uma curiosidade natural, antes da chegada do pequeno. Devemos permitir que investigue o membro mais novo da família, evitando que você podes, sem aspirar, fazer-lhe prejuízo.

  • Faz com que as crianças conheçam e se sintam compelidos a ter responsabilidades
  • 16 mar 2008
  • #20 pedro.triana
  • 3 Fins religiosos
  • sete dicas básicas pra carregar o porta-malas

antes de o primeiro contato é interessante agir da maneira mais destemida possível, para evitar difundir a nossa excitação ao nosso cão. Não devemos puni-por cobiçar investigar o garoto, visto que poderia aliar a presença da menina com algo negativo. Devemos deixar que você se aproxima do guri; contudo com calma.

Se o fizer e o cheiro de forma calma, temos que premiarle com carinhos e palavras suaves. Se as coisas têm corrido bem , é preferível não alongar em demasia, este primeiro contato. Muito interessante: nunca, por nenhuma justificativa temos que deixar o bebê e para o nosso cão sozinho nem por um instante sem a nossa supervisão ou de outro adulto. Essas atitudes podem fazer com que acesse o recém-chegado como um concorrente, fazer feito de presença ciúme. Muito descomplicado: se o anão está presente, temos que prestar atenção assim como ao cão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima