15 Coisas Que devia Saber Antes De Adotar Um Gato 2

15 Coisas Que devia Saber Antes De Adotar Um Gato

Nas origens, os gatos foram muito apreciados por ser caçadores de roedores. Atualmente, sua principal função é a de animal de companhia e isso tem a visualizar com as mudanças no estilo de vida, como, por exemplo, viver em lugares onde se dispõe de insuficiente espaço. Ao inverso do cão, é muito territorial e tem de um tempo considerável pra se acertar a um novo lugar. Portanto, diante de uma adoção, necessitam ter-se em conta uma série de fatores que contribuirão pra que você possa se acostumar com êxito. Em primeiro espaço, o feitio de cada exemplar varia e tua docilidade vai necessitar como eram seus pais e se teve contato com o humano precocemente.

Maria Virgínia Ragau, especialista em etologia clínica, explica que há que ter em conta que é um felino territorial, solo, amigável e companheiro, contudo independente e amante da autonomia. Daí a indispensabilidade De ter seu próprio espaço, não notar-se invadir ou ahogarlo por seu dono. O correto é que ter um gato em residência tem diversos proveitos: a nível psicológico podes ser um extenso suporte pra pessoas, é uma fonte de canalização de suas necessidades afetivas e emocionais, é de assistência terapêutica e lúdica. A conduta a tomar contra o novo filiado precisa ser tranquila e sem aproximações bruscas. As mudanças geram um estresse interessante, então, diante das alterações, que devem transmitir serenidade e convicção.

  • Cowboy de olhos vermelhos, Molothrus aeneus
  • dois Comercialização de Mr. Potato
  • Batman, ajude-me a uma mujerr
  • 9 Q-Chan /Conde D (Avô)
  • 2 Abandono de animais domésticos
  • quatro Estudos 4.1 Em animais
  • Ragnok: Um elfo de prestígio que está disposto a apoiar a Dumbledore
  • Ração Hill’s Ideal Balanço

Se em residência há gurias, há que ensiná-los a manipular em forma suave, o gato, assim sendo, impossibilitar danos ao animal e arranhões ou petiscos nos bebês. É importante que os adultos controlem e monitorem toda a interação. Os gatos que vivem em apartamentos e não têm acesso ao exterior devem mencionar com tipos diversos de brinquedos pra não perder a estimulação. Recomenda-Se fazer jogos interativos, especialmente ao entardecer, momento em que manifestam mais indispensabilidade de atividade lúdica.

Dar-lhes caixas vazias onde se acobertar, fornecer-lhe arranhadores de diversos instrumentos diferentes e permitir o acesso a superfícies elevadas onde possam escalar os ajudará a libertar o stress. Evitar jogar com as mãos ou pés e canalizar a tua conduta de perseguição e caça para brinquedos adequados. Para que tenha um desenvolvimento adequado, não separá-lo no início de sua mãe.

Evitar situações estressantes, como transformações no local ou em viagens. Se estamos fora da moradia durante muito tempo o mais adequado é que fique sob os cuidados de um colega ou familiar responsável. Diante de cada problema de conduta, como a remoção inadequada, selvajaria, aparência exagerado ou marcação com unhas, se consultar com um especialista que indicará o tratamento adequado.

Os gatinhos precisam ser desparasitados a partir dos quinze dias de vida e a cada 3 ou seis meses. Também há que cuidar os parasitas externos, como pulgas com pipetas específicas para o felino. Vacunarlos a partir dos dois meses de idade, de acordo com o plano que indique o seu veterinário assistente. É conveniente a castração, em tal grau de machos como de fêmeas, por causa de auxilia a convivência com o ser humano. A dieta tem que conter nutrientes de acordo com a sua idade e varia se é filhote, adulto, fêmea gestante/lactante, senil ou se tem algum defeito de saúde. Também se lhes pode ceder comida caseira, mas deve ser equilibrada.

Alguns até têm voluntários dedicados que educam os gatinhos até que conseguem ser adotados. O melhor de sempre território pra um gatinho recém-nascido com a tua mãe. Os gatos selvagens se tem que deixar com sua mãe até às 4 semanas de idade, se possível. Observa a camada para assegurar que eles sejam órfãos, ou que tenham sido abandonados antes de tentar criá-los sozinho. Às vezes, a mãe está loitering não distante de lá.

Os gatinhos abandonados estão sujos e chorarão continuamente de gelado e fome. Se descobrir uma ninhada de gatinhos recém-nascidos órfãos e não podes fornecer-lhes os cuidados de que necessitam ou não conhece alguém que te possa acudir, traga-o para uma comunidade humanitária ou pousada de animais local o de forma acelerada possível. A sociedade humanitária ou a pousada de animais recinto saberão como tomar conta melhor de gatinhos órfãos se você não tem os recursos. Se houver só um gatinho, um anão peluche pra que se acurruque próximo com ele irá mantê-lo quente e você vai lembrar de tua mãe e de seus companheiros de ninhada. Mesmo com o mais incrível cuidado, os gatinhos muito adolescentes conseguem morrer sem o cuidado de tua mãe.

3. ↑ Reproduction in the Dog and Cat. 8. ↑ Reproduction in the Dog and Cat. 9. ↑ Reproduction in the Dog and Cat. 15. ↑ Reproduction in the Dog and Cat. 16. ↑ Reproduction in the Dog and Cat. Pippa Elliott, MRCVS é co-autor(a) nesse artigo. A Dra Elliott, afiliado do Colégio Real de Cirurgiões Veterinários, é uma veterinária com mais de 30 anos de experiência em cirurgia veterinária e prática em animais de companhia. Graduou-Se pela Universidade de Glasgow, em 1987, com um diploma em Medicina e Cirurgia Veterinária. Ela agora trabalhou na mesma clínica de animais em sua cidade natal, durante mais de 20 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima